Como A Curva Do Esquecimento Pode Acabar Com Seus Estudos

A curva do esquecimento foi descoberta em 1885 por Hermann Ebbinghaus, que fez um experimento para testar a capacidade do cérebro de reter informação.

O que ele fazia era tentar memorizar palavras sem sentido, como TAP ou VIG. Palavras que faziam sentido não eram incluídas no experimento. Ele fez vários testes nele mesmo, tentando recordar as palavras, em diferentes espaços de tempo.

Analisando os resultados, ele montou uma curva, que está mostrada na figura abaixo:

Figura 1: curva do esquecimento

As conclusões do experimento  foram que a maioria da informação que você aprende é perdida nos logo de início.Com o passar do tempo você vai esquecendo menos, os grandes impactos ficam mesmo nos primeiros dias.

A curva mostra o quanto é importante revisar um material logo depois de ser estudado.

Resumindo, a curva do esquecimento é uma curva que mostra que no decorrer do tempo você vai esquecendo o que aprendeu.

Segundo Ebbinghaus, a queda da curva depende de dois principais fatores:

  1. O tipo de memória: existem memórias que são mais fortes para nós, são aquelas que têm algum tipo de relevância. Isso faz com que seja mais fácil de recordar. Por exemplo, eu tenho dois estudantes biologia, e uma ama biologia, gosta muito mesmo, e o outro odeia, não suporta estudar essa matéria. A pessoa que gosta de biologia terá muito mais facilidade de recordar, pois aquele assunto é relevante para ela.
  2. O tempo: Não tem jeito, todo mundo vai esquecer com o passar do tempo.

Esquecer também depende de como você aprendeu:

  • O material era muito difícil? Foi fácil relacionar as informações novas com as que você já sabia?
  • Como essa informação foi apresentada para você?
  • Em quais condições você estava quando aprendeu essa informação? Você estava estressado?
  • Você estava cansado ou com sono? Ou estava animado?

Como nós poderíamos vencer a curva do esquecimento e reter mais informação?

Repetição com revisão

Esse é o primeiro tópico que deve-se conhecer para vencer a curva do esquecimento, repetir o que acabamos de aprender.

Mas, não é qualquer repetição, e sim uma repetição espaçada ao longo do tempo. Ela terá que ser mais frequente no inicio, pois é onde perdemos mais informações. A curva fica da seguinte forma quando usamos a repetição:

Figura 2: A curva do esquecimento muda quando fazemos revisão

Isso significa que da vez que revisamos, damos uma levantada na curva, ou seja, voltamos ter acesso a todo informação que tínhamos esquecido.

Para ficar mais claro, segue um exemplo de calendário de revisão:

10 minutos após o estudo

1 dia depois

3 dias depois

1 semana depois

15 dias depois

1 mês depois

Claro que você não precisa seguir esse calendário a risca, você deve testar em você mesmo e ver o que funciona melhor. Conheci uma pessoa que só começava a revisar dois dias depois de estudar a matéria. E deu certo para ele, por que acabou passando no concurso que queria.

Lembre-se que cada um de nós é diferente e aprendemos em condições diferentes, com materiais diferentes e com uma base de conhecimento diferente.

Teste-se

Quando for revisar faça um teste. Tente se lembrar de toda a informação que era para você saber. Você pode fazer o seguinte: pegue uma folha de papel e uma caneta e comece a escrever tudo que você deveria lembrar.

Isso vai fazer com que você descubra quais são suas falhas no aprendizado para que você possa melhorar.

Caso você esteja estudando para vestibular ou concurso, você pode usar questões de provas anteriores. É um bom treino.

Conclusão

Agora você conhece como funciona a curva do esquecimento. Você  esquece das informações ao longo do tempo. Assim, faça revisões periódicas do que você estuda e teste-se com frequência.

Não se esqueça de deixar um comentário.

Faça o primeiro comentário a "Como A Curva Do Esquecimento Pode Acabar Com Seus Estudos"

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.


*